PAC 2: 33% das obras em aeroportos estão concluídas

24 de setembro de 2014
Thaís Betat

Mesmo com grande incentivo para a implementação dos aeroportos no Brasil em razão da Copa do Mundo, apenas 33% dos empreendimentos previstos para o setor no PAC 2 foram concluídos. O percentual se refere a realização de 36 das 108 obras previstas. As obras são coordenadas pela Infraero e integram o “Eixo Transportes”, que também abrange ações em estradas vicinais, ferrovias, hidrovias, portos e rodovias.

Os dados foram colhidos pelo Contas Abertas no último Balanço do PAC 2 e englobam o que foi realizado entre janeiro de 2011 e abril de 2014. A segunda etapa vai ser finalizada em dezembro deste ano.

Das obras em aeroportos, 23 estão ainda no papel, ou seja, em “ação preparatória”, “em licitação de projeto” ou “em licitação de obra”. Essas etapas estão relacionadas à organização da “papelada” para que o empreendimento seja fisicamente iniciado.

Dentre os projetos nos estágios iniciais, pode-se encontrar, por exemplo, a aquisição de raio x para inspeção da bagagem despachada em 13 estados brasileiros e a implantação de sinalização e muro no aeroporto de Resende (RJ). Nessa situação, também estão a construção de seção contraincêndio em Rio Grande (RS) e nova torre de controle a ser instalada no aeroporto de Recife (PE).

Ainda entre as obras em etapas iniciais, estão restaurações em pistas de pouso, em terminais de passageiros e construções de pátios e pistas para táxis nos aeroportos de Porto Alegre e Passo Fundo (RS), Macapá (AP), Vitória e Linhares (ES), Caxambu e Governador Valadares (MG), Cabo Frio e Angra dos Reis (RJ), Barreiras (BA) e Araçatuba, São José do Rio Preto, Presidente Prudente e Marília (SP).

Nas 36 obras em aeroportos finalizadas estão operações de restauração em pistas de pouso e pátio nos aeroportos de Guarulhos (SP), Galeão (RJ), Curitiba (PR) e Campina Grande (PB). O sistema de TV de vigilância em São José dos Campos (SP) também foi totalmente finalizado e custou R$ 790 mil.

Nove obras concluídas estão classificadas como emblemáticas, sendo que, ao todo, são 12 com esse selo. As obras emblemáticas são os principais empreendimentos do ponto de vista de relevância e impacto.

Segundo o balanço, a capacidade dos aeroportos brasileiros aumentou em 15 milhões de passageiros por ano. “Nos aeroportos regionais foram construídas 11 obras em oito cidades”. Cerca de 42 empreendimentos estão efetivamente “em obras”.

Rio 2016: obras

Apenas a recuperação e revitalização dos sistemas de pistas e pátio no aeroporto Galeão no Rio de Janeiro foi efetivada. Esta foi a única das quatro obras no local que foi realizada até agora. As reformas em terminais de passageiros e transporte de bagagens ainda estão sendo executadas ou em obras. Já a iniciativa prevista para o aeroporto de Santos Dumont, que deve realizar a recuperação do pátio, está em obras. Esta última é a única ação a ser realizada pelo PAC 2 no aeroporto Santos Dumont.

O Contas Abertas questionou a Infraero sobre as obras, mas até o fechamento da matéria não houve resposta.

Atualização

Confira aqui a nota encaminhada pela Infraero ao Contas Abertas.

PrintFriendly and PDF