Carrinho de Compras: STF reserva R$ 10,2 mil para comprar 33 apoios para os pés

28 de março de 2010

O “Carrinho de Compras” de hoje – coluna dominical que traz gastos curiosos realizados por órgãos públicos federais durante a semana – traz como destaque os apoios para os pés adquiridos pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A Corte de maior instância do Judiciário do país empenhou (reservou em orçamento) R$ 10,2 mil para a compra de exatamente 33 apoios desses, R$ 310 cada.    


 


De acordo com a assessoria de imprensa do Supremo, uma parte dos atuais apoios para os pés usados por servidores do órgão, a ser substituída, “é antiga e foi confeccionada em madeira”. “Os novos apoios substituirão estes caixotes de madeira (foto abaixo). Além disso, esta aquisição atenderá a demanda interna, bem como a nomeação de novos servidores que estão sendo empossados no quadro de pessoal do órgão”, informa.


 


A assessoria ressalta ainda que os apoios para os pés são bens com longa durabilidade que servirão por muito tempo ao STF. “Todos os funcionários têm este apoio de pés embaixo de suas estações de trabalho”, afirma a assessoria. O Supremo também reservou R$ 1,5 mil para a compra de uma máquina para fabricar gelo e duas sanduicheiras grill. Agora é aproveitar para tomar bebidas sempre geladas e comer sanduíches prontinhos feitos na hora; uma delícia!


 


Já o Superior Tribunal de Justiça (STJ) preferiu estocar comida. Para isso, comprometeu R$ 61 mil para a aquisição de “gêneros alimentícios” de supermercado e 64 mil para produtos de horticultura e fruticultura. A Presidência da República (PR), por sua vez, foi de detergente para limpeza de veículos. No total foram R$ 2,5 mil para a compra de 85 bombonas de 20 litros.


 


Por fim, vários itens do Senado Federal chamaram a atenção. Por exemplo, o órgão empenhou R$ 3 mil para pagar “fornecimento de alimentação” na Churrascaria Fogo de Chão (não se sabe para quem nem quando, pois a nota de empenho não traz esses detalhes). Outros R$ 2,1 mil foram reservados para custear serviços de coffee break, sem maiores informações também.


 


Além disso, a instituição comprometeu R$ 1,5 mil para a compra de 3 mil apontadores de lápis confeccionados em metal, R$ 2,4 mil com 1,2 mil mouses pads antiderrapantes com superfície de tecido e R$ 649 com o aluguel de oito poltronas brancas com braços cromados e três mesas de centro com pés cromados e tampo de vidro. Em resumo, temos por aqui uma bela e diversificada lista de produtos.


 



Clique aqui para ver as notas de empenho citadas.


 


*Todo fim de semana o Contas Abertas publica a coluna “Carrinho de Compras”, que traz reservas de recursos em orçamento realizadas por órgãos da União para pagamento de despesas curiosas. Vale ressaltar que, a princípio, não existe nenhuma ilegalidade nem irregularidade neste tipo de gasto feito pela União e que o eventual cancelamento de tais empenhos certamente não ajudaria, por exemplo, na manutenção do superávit do governo ou em uma redução significativa de despesas. A intenção de publicar essas aquisições é popularizar a discussão em torno dos gastos públicos junto ao cidadão comum, no intuito de aumentar a transparência e o controle social, além de mostrar que a Administração Pública também possui, além de contas complexas, despesas curiosas.


 


Acompanhe o Contas Abertas no Twitter.


 



Leia os últimos “Carrinho de Compras”:


 


Senado reserva R$ 320 mil para compra de móveis especiais


 


Presidência reserva R$ 585 mil para instalação de persianas


 


Câmara reserva R$ 14 milhões para obras em prédios funcionais


 


Presidência compra 1,6 mil quilos de rações de peixe, pássaro e avestruz


 


Câmara reserva R$ 793 mil para compra de 2 Fusions e 3 ônibus


 


Presidência reserva R$ 140 mil para monitorar qualidade do ar

PrintFriendly and PDF