Vigie Aqui: plugin destaca políticos com processos judiciais

em Corrupção | 17.06.2017

O Instituto Reclame Aqui, que lida com empresas e com consumidores há 16 anos, desenvolveu uma extensão para navegadores que destaca em qualquer site, em roxo, o político com problemas na Justiça. Denominado Vigie Aqui, o plugin reúne informações que ficam “jogadas” em vários tribunais pelo país.

Para usar a ferramenta é simples: com apenas três cliques, é possível instalar o plugin do Vigie Aqui no navegador e pronto. Depois, basta navegar normalmente que, sempre que o nome de um político condenado, processado ou investigado aparecer, a extensão grifa ele de roxo. É só passar o mouse por cima do nome para conferir a ficha judicial do político. O Vigie Aqui está ativo no Chrome e no Firefox.

Até o momento, foram incluídas informações na esfera federal do presidente, de cinco ex-presidentes, um ex-Vice-Presidente, 81 senadores e 513 Deputados Federais. Já na esfera estadual estão 27 governadores.

O site informa que os dados que aparecem quando as pessoas colocam o mouse sobre o nome dos políticos grifados são públicos, recolhidos de diversos tribunais como Supremo Tribunal Federal, Supremo Tribunal Justiça, Tribunais de Justiça, Tribunais Regionais Federais, Tribunal Superior Eleitoral e Tribunais Regionais Eleitorais. Dessa forma, os processos sob sigilo de Justiça não aparecem no Vigie Aqui, pois não constam na base de dados oficial dos tribunais.

A ideia do Vigie Aqui surgiu em janeiro e já estava pronto em fevereiro. O maior problema era exatamente compilar os dados, isto é, colocar na extensão com toda a informação necessária e disponível sobre estes políticos investigados.

Para dar conta da demanda, o Reclame Aqui fez uma parceria com a PUC-PR, de Curitiba. São 5 mil alunos de Direito e de outras áreas que fazem seu estágio obrigatório de 90 horas com a gente. Eles ajudam a coletar esses dados e a colocar no sistema.

 “A cada dia, novos alunos se inscrevem para ajudar a vigiar o mandato de milhares de políticos e aumentar assim o poder do Vigie Aqui de mudar o Brasil”, afirma o site.

 Saiba como ajudar aqui.

"Essa ideia surgiu da indignação com a situação do País. Procuramos o que o Reclame Aqui poderia fazer pelo cidadão que ele já faz pelo consumidor em relação a tudo o que está acontecendo”, conta Maurício Vargas, presidente do Reclame Aqui, em entrevista ao portal Mais Goiás.

Segundo ele, uma grande motivação veio do fato de que se o usuário de internet tentasse descobrir mais informações judiciais sobre um político teria que garimpar fundo: “Todas as informações estão desconjuntadas. Você tem que entrar em vários tribunais, colocar o captcha e etc. É um trabalho homérico”, conta.

Maurício acredita que, tendo acesso facilitado às informações, isto possa alimentar o senso crítico do usuário para votar com mais consciência nas próximas eleições.